Padrões de política de criação de branches

Recentemente venho me planejando a me aprofundar um poucos mais quanto às práticas de SCM, percebi isto ao me preocupar com automatizar um simples processo de build e deploy em um servidor container web, bem como da necessidade em ter de desenvolver em paralelo e quais políticas poderei adotar tanto na criação como integração de branch.

Bem, isto não é novidade para muita gente, mas para uma simples decisão de qual a melhor estratégia diante de uma granuralidade de sub-equipes desenvolvendo módulos de um projeto em paralelo, tanto para manutenções bem como novas funcionalidades, acrescentarão estratégias que sua sub-equipe específica deverá utilizar para contemplar um conjunto de funcionalidades que posteriormente serão reintegradas e disponíveis aos branches da qual se originaram.

Identifiquei um guia excepcional que me auxilia no uso de determinadas práticas para casos específicos, se forem necessários. Isto depende bastante do projeto e conhecimento da equipe, mas tenha-se em mente que a cada branch criado, será necessário uma posterior integração. Particularmente sou a favor dos padrões [Branch per task] e [Active Development Line].

Estarei posteriormente publicando mais informações quanto a práticas interessantes e padrões comumente utilizados como práticas interessantes de gerência de configuração.

Tags:

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: